Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Odebrecht lidera plantação de açúcar que pode dar autossuficiência a Angola

Lusa

  • 333

Luanda, 25 jul (Lusa) - A brasileira Odebrecht vai liderar a partir do próximo ano a colheita de açúcar na maior plantação de Angola, ajudando o país a tornar-se autossuficiente numa indústria mais importante que o café, segundo o diretor da obra.

Localizada a 300 quilómetros a este de Luanda, a plantação de 40 mil hectares, o equivalente ao tamanho de Manhattan, Brooklyn e Bronx juntas, ou 40 mil campos de futebol, vai começar a produção em junho e chegar às 260 toneladas por ano a partir de 2018, disse o diretor da obra, Carlos Henrique Mathias, que prevê que, dependendo dos preços, a produção possa ser duplicada para permitir exportações.

"O açúcar é mais importante que o café para consumo interno ou até para exportações, nesta altura", disse o responsável, acrescentando que "naturalmente que este projeto tem custos, mas é completamente viável do ponto de vista económico".