Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ocupação excessiva da sala de aula pode afetar qualidade do ar e saúde das crianças

Lusa

  • 333

Porto, 03 out (Lusa) - A ocupação excessiva da sala de aula pode afetar a qualidade do ar, acelerando sintomas de pieira, concluiu um estudo científico apresentado hoje no 14.º Congresso Nacional de Pediatria que decorre, no Porto, até sábado.

O estudo, apresentado pelo investigador Nuno Neuparth, da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa e especialista no Hospital Dona Estefânia, tem o nome "Impacto da qualidade do ar em crianças que frequentam infantários - Estudo Envirh" e revela que os infantários em Portugal necessitam de melhorar os seus sistemas de ventilação.

"A densidade da ocupação, às vezes excessiva, dos espaços afeta a qualidade do ar e alguns aspetos da qualidade do ar afetam verdadeiramente a saúde das crianças", disse, à agência Lusa, Nuno Neuparth, já à margem da sua apresentação, na qual expressou preocupação pela legislação portuguesa sobre infantários "não considerar este aspeto como fundamental" antes de estabelecer o número de alunos máximo numa sala de aula.