Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OCDE/Previsões: Crescimento das economias emergentes abrandou devido à crise europeia

Lusa

  • 333

Paris, 27 nov (Lusa) - O crescimento económico dos países emergentes abrandou em 2012, em parte devido à crise europeia, com os BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) a crescer abaixo do seu potencial, revela um relatório da OCDE.

Num documento de previsões económicas hoje divulgado, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) escreve que ao fim de cinco anos de crise, a economia global continua a enfraquecer, a recessão na Zona Euro mantém-se e a economia norte-americana está a crescer, mas com desempenhos mais fracos do que se previa no início do ano.

"Um abrandamento surgiu em muitas economias emergentes, em parte refletindo o impacto da recessão na Europa", escreve no editorial do relatório Pier Carlo Padoan, vice-secretário-geral e economista chefe da OCDE.