Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OCDE: Salário mínimo deve continuar inalterado até recuperação do mercado laboral

Lusa

  • 333

Lisboa, 14 mai (Lusa) - O salário mínimo nacional deve continuar inalterado nos 485 euros até "que haja sinais claros de recuperação" no mercado de trabalho, recomenda a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

A recomendação da entidade faz parte do texto intitulado "Reformar o Estado para promover crescimento", trabalho pedido pelo Executivo para acompanhar o processo de reforma do Estado e que foi hoje divulgado em Paris na presença do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho.

No relatório, a OCDE lembra que o salário mínimo está congelado desde maio de 2011 e que assim deverá continuar enquanto o programa de ajuda financeira a Portugal vigorar.