Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OCDE considera que Itália fez progressos mas continua vulnerável

Lusa

  • 333

Milão, Itália, 02 mai (Lusa) - A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) considerou hoje que Itália progrediu na consolidação orçamental e nas reformas, mas que continua vulnerável a eventuais mudanças dos mercados financeiros devido à elevada dívida.

"Com um rácio dívida/Produto Interno Bruto (PIB) próximo dos 130% e um calendário de reembolso carregado, a Itália continua exposta a bruscas mudanças de humor dos mercados financeiros. Uma redução importante e duradoura da dívida é, portanto, a prioridade orçamental número um", escreve a OCDE num relatório que deverá ser apresentado durante o dia de hoje em Roma.

A OCDE convida, assim, o novo executivo italiano a controlar melhor as despesas, a "consolidar" as reformas já iniciadas e a começar outras novas se entender que promovem o crescimento e a produtividade, pontos fracos de Itália.