Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Obama reforçou embargo mas, para Cuba, a sua eleição seria "mal menor" - Embaixador

Lusa

  • 333

Lisboa, 30 out (Lusa) -- Barack Obama manteve e até intensificou o embargo dos EUA a Cuba, mas a sua eleição "seria um mal menor" para aquele país face ao discurso mais agressivo dos republicanos, considerou hoje o embaixador cubano em Lisboa.

"Se haveria mudanças (na política norte-americana em relação a Cuba), não sei. Se (Obama) aplicasse o que prometeu na campanha de 2008 seria um grande avanço, não só para Cuba como para todo o mundo", disse Eduardo González Lerner em resposta a uma pergunta sobre as eleições de 06 de novembro próximo nos Estados Unidos.

Segundo o diplomata, que falava à imprensa a propósito do embargo norte-americano, Obama chegou a oferecer, em 2008, "um diálogo" a Cuba, mas nunca o concretizou.