Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Nuno Melo (CDS-PP) quer saber se não há "consequência" do reconhecimento do erro pelo FMI sobre contenção orçamental

Lusa

  • 333

Lisboa, 12 out (Lusa) - O eurodeputado democrata-cristão Nuno Melo questionou a Comissão Europeia e o BCE sobre qual a "consequência" retirada do reconhecimento pelo FMI de que as medidas de contenção estão a ter um impacto maior do que o previsto.

O eurodeputado do CDS-PP recusou, contudo, que o requerimento que dirigiu às instituições que pode questionar (não tem competência para questionar formalmente o FMI) seja uma "invocação da renegociação, em relação a prazos, em relação ao que seja".

"É importante saudar o reconhecimento da falha na previsão, mas falta saber do ponto de vista académico a consequência que retiram a em relação ao efeito dessa falha da previsão no impacto da economia de um país intervencionado como Portugal", afirmou Nuno Melo aos jornalistas no Parlamento português.