Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Nuno Amado confirma cerca de 600 saídas de colaboradores do BCP

Lusa

  • 333

Lisboa, 21 dez (Lusa) - A meta estabelecida pelo BCP no âmbito do processo de rescisões anunciado recentemente foi cumprida, revelou hoje o presidente Nuno Amado, que sublinhou que foram dadas "boas condições" aos trabalhadores que aceitaram sair da instituição.

O processo "correu bem" e o saldo das rescisões está "dentro de um número próximo do previsto", disse aos jornalistas o banqueiro, à margem da assinatura de um protocolo no Ministério da Agricultura, em Lisboa.

O BCP tinha anunciado na apresentação dos resultados dos primeiros nove meses do ano, em novembro, que pretendia alcançar a meta da redução de 600 funcionários o mais depressa possível, preferencialmente até ao final do ano.