Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Nuno Amado admite nova redução do quadro de pessoal do BCP

Lusa

  • 333

Lisboa, 06 mai (Lusa) - O presidente do BCP disse hoje que não está previsto um processo de despedimento coletivo no banco, mas admitiu que poderá haver novas reduções no número de funcionários, quer devido à quebra do negócio, quer por eventual imposição de Bruxelas.

"Neste momento, não temos previsto qualquer despedimento coletivo. O que tínhamos que fazer, em termos de redução, fizemos", afirmou Nuno Amado, na apresentação dos resultados do primeiro trimestre do banco, em Lisboa.

O banqueiro referia-se ao plano de rescisões amigáveis que decorreu o ano passado no BCP e que envolveu 600 colaboradores, frisando que, apesar de não estar previsto um processo de despedimento coletivo, poderá haver novas saídas de funcionários.