Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Número de trabalhadores com salários em atraso subiu 148% para quase 18 mil

Lusa

  • 333

Lisboa, 20 nov (Lusa) - O número de trabalhadores com salários em atraso em Portugal cresceu 148,6% até à semana passada, aumentando de 7.166 para 17.813, com uma dívida total superior a 6 milhões de euros, foi hoje divulgado aos parceiros sociais.

De acordo com um documento informativo distribuído pelo Governo na concertação social, em 15 de novembro as dívidas salariais registadas a trabalhadores eram de 6.241.050 euros, mais 93,5% que em dezembro de 2011, data em que o total em divida era de 3.224.838 euros.

A mesma informação, recolhida pela Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT), refere que a meio deste mês 1.519 empregadores deviam salários, o que representa um acréscimo de 114,9% face a 2011, em que este número era de 707 empregadores.