Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Novo responsável de segurança do PCC condena ingerência em processos judiciais

Lusa

  • 333

Hong Kong, China, 09 jan (Lusa) - O novo responsável de segurança do Partido Comunista Chinês (PCC), Meng Jianzhu, criticou a ingerência de membros da formação política em processos judiciais, informou hoje o diário South China Morning Post, de Hong Kong.

Numa reunião com responsáveis judiciais da China na segunda-feira, quando anunciou que o regime vai este ano pôr fim aos controversos campos de reeducação, Meng Jianzhu atacou o facto de membros do comité do PCC presentes em julgamentos procurarem influenciar as decisões dos magistrados.

"Meng criticou o velho sistema em que os comités do partido dão instruções concretas aos tribunais, dizendo-lhes como deverão resolver casos individuais", declarou um dos responsáveis judiciais chineses que marcou presença na reunião, salientando, sob anonimato, que testemunhou várias vezes esta prática.