Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Novo presidente da FAP defende "debate sério" sobre sacrifícios e reformas

Lusa

  • 333

Porto, 06 dez (Lusa) -- O novo presidente da Federação Académica do Porto, Rúben Alves, defendeu hoje um "debate sério" sobre o porquê de tantos sacríficos para colocar as contas públicas em ordem e sobre quem são os destinatários das reformas em Portugal.

"Para que queremos pôr as nossas contas públicas em ordem? Porque nos sujeitamos, medida a medida, a mais sacrifícios? Em nome de quê se faz o corte seguinte? Para quem reformamos o nosso país? Que amanhã queremos? Este é o debate sério que tem de ser feito e está por fazer no nosso País", questionou Rúben Alves, 22 anos, durante o seu discurso de tomada de posse da função de presidente da FAP, que decorreu no Salão Árabe do Palácio da Bolsa, no Porto.

Rúben Alves asseverou que a posição da FAP está muito bem marcada e que a prioridade é a "Educação".