Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Novo método para detetar esteroides faz disparar número de casos positivos

Lusa

  • 333

Zurique, Suíça 29 nov (Lusa) - Um novo método para detetar esteroides anabolizantes permitiu no espaço de um ano identificar mais de 260 casos positivos, que antes passariam sem castigo, revelou hoje um investigador do laboratório antidopagem de Colónia, na Alemanha.

"Agora temos um método mais sensível e desde que o lançámos, em novembro do ano passado, encontrámos cerca de 180 casos positivos de stanozolol e 80 casos positivos de oral-turinabol, que antes jamais teríamos detetado", explicou Hans Geyer, cientista do laboratório de Colónia da Agência Mundial Antidopagem (AMA), durante uma conferência na sede da FIFA, em Zurique.

Este novo método, que rastreia um metabolito que permanece por longo tempo na urina, foi investigado pelo laboratório alemão especificamente para o stanozolol, o esteroide encontrado na urina do velocista canadiano Ben Johnson no final dos Jogos Olímpicos de Seul, em 1988, (e que lhe custou o título olímpico).