Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Novo líder da JS defende demissão do Governo se políticas não forem invertidas

Lusa

  • 333

Viseu, 04 nov (Lusa) - O novo líder da Juventude Socialista (JS), João Torres, defendeu hoje que deve ser pedida a demissão do Governo se não forem adotadas rapidamente estratégias que levem à criação de postos de trabalho e ao crescimento da economia portuguesa.

"Se este Governo não inverter rapidamente o rumo das suas políticas e não adotar rapidamente estratégias conducentes à criação de postos de trabalho e ao crescimento da economia, não devemos hesitar em pedir a sua demissão", afirmou João Torres, na sessão de encerramento do XVIII Congresso Nacional da JS, realizado em Viseu.

Ao discursar na presença do secretário-geral do PS, António José Seguro, João Torres lembrou que, "em tempos, um dirigente de um partido político afirmou que o Governo deixara o país de tanga" e, "mais tarde, um outro dirigente afirmou que uma outra governação deixou o país sem tanga".