Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Novas regras europeias permitem que BPI e BCP libertem 579 ME

Lusa

  • 333

Lisboa, 23 jul (Lusa) - A alteração na data de referência para o valor das carteiras de dívida pública detida pelos bancos permitirá que BPI e BCP reduzam em 579 milhões de euros o capital alocado a esta "almofada" de segurança, segundo analistas.

Segundo as contas de Juan Pablo López, analista do Espírito Santo Investment Bank, com a mudança de data de setembro de 2011 para junho de 2012, anunciada na segunda-feira pela Autoridade Bancária Europeia (EBA, na sigla em inglês), o BPI poderá reduzir em 364 milhões de euros a sua almofada para a dívida soberana, que ascende a 1.184 milhões de euros, ao passo que o BCP poderá diminuir em 215 milhões de euros, de um total de 848 milhões de euros.

Juan Pablo López salientou, numa análise hoje publicada, que esta mudança promovida pela EBA é "positiva", sobretudo, para o BCP e o BPI, que foram "os bancos mais afetados pelo cálculo da almofada de capital" para assegurar os montantes detidos em termos de dívida pública.