Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Nova Zelândia: Tribunal autorizou acesso do fundador do Megaupload a 3,8 ME

Lusa

  • 333

Sidney, 29 ago (Lusa) -- Um tribunal da Nova Zelândia autorizou hoje o fundador do Megaupload, Kim Dotcom, a aceder a seis milhões de dólares neozelandeses (3,8 milhões de euros) dos seus bens expropriados.

Dotcom, que aguarda uma decisão sobre a sua eventual extradição para os Estados Unidos, por alegada pirataria informática, pretende utilizar o dinheiro para pagar as custas judiciais, que ascendem a 3,6 milhões de dólares neozelandeses (2,3 milhões de euros), indicou o seu advogado.

O causídico acrescentou que Dotcom utilizará também o dinheiro para pagar a renda, no valor de um milhão de dólares (600 mil euros), da mansão de Auckland onde vive com a mulher a os cinco filhos.