Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Nova lei das rendas "é uma leviandade" -- livreiro despejado de zona histórica de Lisboa

Lusa

  • 333

Lisboa, 20 abr (Lusa) -- O proprietário da Livraria Artes e Letras, que, a par da Livraria Olisipo, recebeu ordem de despejo de um prédio do Largo Trindade Coelho, em Lisboa, classificou hoje a nova lei das rendas como "uma leviandade de várias instituições".

Os advogados dos dois livreiros já os desenganaram: a lei não só permite como facilita o que o proprietário do prédio está a fazer, apresentar como argumento a realização de obras de restauro profundas para lhes dar ordem de despejo.

Facilita, explicaram-lhes os juristas, porque o senhorio só terá de pagar aos inquilinos 12 meses de renda, contra os 24 meses estabelecidos na lei anterior.