Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Noite: Bares e discotecas de Lisboa registam maior consumo de bebidas mais baratas

Lusa

  • 333

Lisboa, 30 dez (Lusa) - Se antes não havia noite em que não se servisse vodka ou whisky velho, agora estas garrafas pouco saem das prateleiras de alguns bares e discotecas de Lisboa que, em compensação, quase esgotam o stock da cerveja.

Os efeitos da crise na vida noturna em Lisboa são notados principalmente na alteração de hábitos dos consumidores, que optam por bebidas mais baratas, como a cerveja, ou então nem sequer consomem.

"A passagem para um maior consumo da cerveja é óbvia, porque é muito mais barata. O whisky velho até era uma bebida com bastante saída e agora deixou de se servir", afirmou à Lusa o representante dos comerciantes do Bairro Alto, Belino Costa.