Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

"Não se governa um povo deprimindo esse povo" -- Pedro Santana Lopes

Lusa

  • 333

Figueira da Foz, 15 dez (Lusa) -- O ex-primeiro ministro e antigo presidente das Câmaras de Lisboa e Figueira da Foz, Pedro Santana Lopes, disse, na noite de sexta-feira, que quem governa tem de dar ânimo ao povo e indicar qual é o futuro.

"Há uma coisa de que eu não tenho dúvida nenhuma, não se governa um povo deprimindo esse povo, não pode ser. Quem governa uma cidade, uma freguesia, um país, tem que dar ânimo a esse povo", disse Santana Lopes, discursando no jantar comemorativo do 15.º aniversário da vitória autárquica na Figueira da Foz.

"É contranatura deprimir um povo quando se governa esse povo. Tem de se dizer qual é o futuro, mesmo que seja difícil. Mas as pessoas têm de acreditar que há um dia seguinte", argumentou, perante cerca de 300 pessoas.