Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Não mereciamos o que se passou, diz Diogo Vila, ex-futebolista da Naval 1.º Maio

Lusa

  • 333

Lisboa, 24 jun (Lusa) -- Diogo Vila, futebolista que rescindiu contrato com a Naval 1.º de Maio, alegando salários em atraso, considerou hoje que os jogadores "não mereciam" o que se passou no clube.

"Éramos uma equipa humilde e não merecíamos o que se passou", disse o defesa, de 23 anos, em declarações ao sítio oficial do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF).

De acordo com o ex-jogador na Naval, que anunciou quinta-feira a rescisão do contrato com o clube da Figueira da Foz, juntamente com Tiago Mesquita e Pedro Moreira, tinha em atraso salários desde novembro, pelo que não viu outra solução senão sair do clube.