Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Não há adiamento nem divergências sobre "guião para a reforma do Estado" -- Marques Guedes

Lusa

  • 333

Lisboa, 24 out (Lusa) - O ministro da Presidência negou hoje que tenha havido um adiamento da apresentação do chamado "guião para a reforma do Estado" por parte do Governo e afirmou que esta matéria não suscita divergências dentro do executivo.

"A reforma do Estado iniciou-se há dois anos. Não há, de facto, nenhum adiamento, porque a reforma do Estado está em curso", sustentou Luís Marques Guedes, em resposta aos jornalistas, durante a conferência de imprensa sobre as conclusões do Conselho de Ministros.

Segundo o ministro da Presidência e dos Assuntos Parlamentares, a reforma do Estado "é uma tarefa que se iniciou há dois anos, mas que o Governo desde o início disse que era uma tarefa para oito anos, para duas legislaturas, é uma tarefa que tem continuidade".