Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Não é preciso rever a Constituição, é apenas preciso "bom senso" - Passos Coelho

Lusa

  • 333

Castelo de Vide, 01 set (Lusa) - O primeiro-ministro contrariou hoje a ideia de que é preciso rever a Constituição para implementar as medidas necessárias ao cumprimento do programa de ajustamento, sublinhando que é apenas preciso "bom senso".

"Não é preciso rever a Constituição para cumprir o programa de ajustamento e para implementar estas medidas, é preciso é bom senso", afirmou o chefe do Executivo, Pedro Passos Coelho, numa intervenção no encerramento da Universidade de Verão do PSD, em Castelo de Vide.

Sublinhando que nenhum dos acórdãos do Tribunal Constitucional, que chumbou medidas importantes para a reforma do Estado encontrou na Constituição "um óbice", Passos Coelho atribuiu a decisão à interpretação que os juízes do Palácio Ratton fazem da Lei Fundamental.