Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Nações Unidas preocupadas com sistema judicial e liberdade de expressão em Macau

Lusa

  • 333

Genebra, 28 mar (Lusa) -- As Nações Unidas estão preocupadas com as fragilidades do sistema judicial, a inexistência de sufrágio universal, os ataques à liberdade de expressão e a desigualdade salarial entre mulheres e homens em Macau.

O documento preliminar com as "preocupações e recomendações" relativas a Macau do Comité de Direitos Humanos (CDH) das Nações Unidas -- órgão composto por peritos independentes, responsável por supervisionar a aplicação do Pacto Internacional de Direitos Civis e Políticos -- foi divulgado hoje, em Genebra, na Suíça.

A China, que administra Macau desde 20 de dezembro de 1999, entregou ao CDH, a 18 e 19 de março, um relatório sobre direitos civis e políticos, o primeiro desde que o território deixou de ser gerido por Portugal.