Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Na Tchuto terá exigido um milhão de dólares por cada tonelada de cocaína recebida na Guiné-Bissau

Lusa

  • 333

Redação, 06 abr (Lusa) - O ex-chefe da Marinha da Guiné-Bissau José Américo Bubo Na Tchuto, acusado de conspirar para traficar droga, detido em Nova Iorque, cobraria um milhão de dólares norte-americanos por cada tonelada de cocaína da América do Sul recebida na Guiné-Bissau.

De acordo com um comunicado, divulgado na noite de quinta-feira, pela agência de combate ao tráfico de droga dos EUA (DEA, na sigla em inglês), Bubo Na Tchuto "ofereceu-se para usar a empresa que detinha para facilitar o carregamento de cocaína para fora da Guiné-Bissau" e exigiu uma 'taxa' de um milhão de dólares americanos por cada tonelada recebida.

A oferta e a exigência foram feitas, segundo a DEA, em encontros, gravados desde o verão passado, na Guiné-Bissau, entre Bubo Na Tchuto, Papis Djeme e Tchamy Yala - mais dois arguidos, cuja nacionalidade não foi divulgada - e agentes ao serviço da DEA que se fizeram passar por intermediários de traficantes de droga baseados na América do Sul.