Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

MP considera "ilegítima" postura de Câmara do Porto sobre propaganda - CDU

Lusa

  • 333

Porto, 11 jul (Lusa) -- Um despacho do Ministério Público considera "ilegítima a atitude da Câmara Municipal do Porto" que em 2010 impediu a pintura de um mural pelo PCP no viaduto de Francos, anunciou hoje aquele partido.

"Em reação à exposição feita pela Direção da Organização Regional do Porto do PCP, a Procuradora da República responsável pelo processo considerou ilegítima a atitude da Câmara Municipal do Porto, referindo que a pintura de um mural não pode ser considerada um crime de dano, como Rui Rio tanto procura fazer crer, refere a Direção da Organização Regional do Porto (DORP) do PCP hoje em comunicado.

Os comunistas recordam que há três anos um dirigente e deputados do PCP organizaram a pintura de um mural no viaduto de Francos, na cidade do Porto, e que "dando sequência à postura antidemocrática e limitadora da liberdade de expressão, a Câmara Municipal do Porto montou uma aparatosa operação para impedir o PCP de inscrever a mensagem política que pretendia".