Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Movimento Revolução Branca apresenta participação no DIAP contra atentados à Constituição

Lusa

  • 333

Lisboa, 22 dez (Lusa) - A Associação Movimento Revolução Branca anunciou hoje que apresentou uma "participação crime" no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) contra os titulares de cargos públicos que tenham "atentado contra a Constituição da República".

A participação, entregue na sexta-feira no DIAP, é "contra os titulares de cargos políticos que exercem ou exerceram funções de poder soberano, de poder executivo ou legislativo e que se venha a apurar tenham comprovadas responsabilidades no atentado contra a Constituição da República Portuguesa que neste momento Portugal sofre", lê-se no documento, a que a agência Lusa teve acesso.

Para a associação, o défice das contas públicas, que de "forma sistemática e continuada tem sido consequência das dolosas políticas e atitudes" de deputados, governantes e presidentes da República, provocou "a suspensão da Constituição por recurso a meios que não são os democráticos".