Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Movimento Contra a Renda Apoiada acusa Governo de "fascismo económico"

Lusa

  • 333

Lisboa, 13 nov (Lusa) -- O Movimento Contra a Renda Apoiada acusou hoje o Governo de "atentado aos direitos dos moradores de fogos de habitação social" e de "fascismo económico", considerando que segue uma perspetiva meramente economicista no setor.

Em comunicado divulgado hoje, o movimento indica que o Governo e o presidente do Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU), Vitor Reis, "manifestaram inadmissivelmente a sua intenção na continuidade da aplicação da renda apoiada, independentemente de qualquer iniciativa legislativa".

Para o Movimento de Associações e Comissões de Moradores Contra a Renda Apoiada, haverá uma alteração "repentina" do arredamento social nos fogos do IHRU, "violando os princípios consagrados constitucionalmente".