Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mota Soares garante reforma aos 66 anos em 2014 sem "dupla penalização"

Lusa

  • 333

Lisboa, 23 out (Lusa) - O ministro do Emprego, Pedro Mota Soares, garantiu hoje que não haverá "dupla penalização" para quem decida reformar-se em 2014 aos 66 anos.

Assim, na prática, segundo o governante, "o sacrifício que é pedido, é que as pessoas trabalhem mais seis meses do que aquilo que acontece hoje" por via da aplicação do fator de sustentabilidade (que obriga atualmente a trabalhar mais seis meses além dos 65 anos).

No âmbito da atual lei de bases da Segurança Social, a idade legal de acesso à pensão de velhice é de 65 anos, mas devido à aplicação do fator de sustentabilidade calculado com base na esperança média de vida [tendo por base o ano de 2006], o futuro pensionista poderá ter de trabalhar mais seis meses para evitar uma penalização (que atualmente é de 4,78%).