Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mota Soares diz que pensões da banca não contaminam sistema de Segurança Social

Lusa

  • 333

Lisboa, 22 nov (Lusa) - A integração dos fundos de pensões da banca na Segurança Social não provoca um desequilíbrio nas contas do sistema, já que as respetivas verbas são transferidas a partir do Ministério das Finanças, afirmou hoje o ministro Mota Soares.

"Foi uma enorme preocupação deste Governo, face a uma dificuldade que existiu no ano passado, entender fazer a absorção dos fundos de pensões da banca dentro das contas do Estado. Logo nessa altura, nós conseguimos acautelar que essa transferência não iria contaminar a Segurança Social, isto é, não iria contaminar o sistema previdencial", disse aos jornalistas o ministro da Solidariedade e da Segurança Social.

"Por isso mesmo, o pagamento dessas mesmas pensões é feito pela Segurança Social, mas com uma verba que vem do Ministério das Finanças e, nesse sentido, não tem a ver com a verba do sistema previdencial das pensões dos trabalhadores", salientou aos jornalistas o governante, à margem de um evento em Lisboa.