Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mota-Engil quer ganhar concessões no Quénia, Uganda e Zâmbia em 2013

Lusa

  • 333

Lisboa, 14 mar (Lusa) - A construtora portuguesa pretende ainda este ano alargar a sua atividade no continente africano, onde opera nos mercados lusófonos, apontando o foco para o Quénia, o Uganda e a Zâmbia, revelou hoje à agência Lusa o presidente António Mota.

"Este ano vamos tentar ganhar algumas concessões no Quénia, no Uganda e na Zâmbia", avançou António Mota, à margem da apresentação dos resultados da oferta de obrigações da empresa, na sede da bolsa portuguesa (NYSE Euronext Lisboa).

Depois de nos últimos anos ter concentrado esforços no crescimento da atividade internacional na América Latina, onde atua no Brasil, Colômbia, México e Perú, a construtora continua a 'fugir' à crise no setor da construção na Europa e, particularmente, em Portugal.