Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mosteiro de Santa Clara-a-Velha de Coimbra sensível a vibrações de som

Lusa

  • 333

Coimbra, 13 jun (Lusa) -- O relatório sobre medições de vibrações no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, em Coimbra, aponta para a necessidade de limitação dos níveis sonoros produzidos no interior do monumento e na área exterior que lhe fica próxima.

Os níveis sonoros excessivos podem ter impacto nos "elementos construtivos da igreja do Mosteiro de Santa Clara-a-Velha", afirma o relatório sobre medições de vibrações, efetuadas pela Associação para o Desenvolvimento da Engenharia Civil, designadamente durante a última Queima das Fitas de Coimbra, que decorreu entre 03 e 10 de maio.

Deve haver "limitação de níveis sonoros produzidos no interior do Mosteiro, nomeadamente em espetáculos de música", sublinha o documento, subscrito por Diogo Mateus e Telmo Dias Pereira, "interditando" mesmo "os que possam ter forte amplificação com recurso a difusores" (colunas de som), com "elevada potência sonora em baixas frequências", com por exemplo, com "colunas de 'subgraves'".