Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Morreu Kumalo, fotógrafo sul-africano que registou grandes momentos da luta de libertação

Lusa

  • 333

Joanesburgo, 22 out (Lusa) - Alfred ("Alf") Kumalo, o repórter-fotográfico que se notabilizou por ter registado alguns dos maiores momentos da luta de libertação da maioria negra sul-africana, morreu, este domingo, em Joanesburgo aos 82 anos.

"Kumalo era uma torre do fotojornalismo sul-africano e uma lenda. Ele inspirou várias gerações de fotógrafos. Fez o fotojornalismo 'sexy', fez dele uma perspetiva de vida e uma carreira, mostrou aos cidadãos que o fotojornalismo é uma profissão que vale a pena seguir", disse, a propósito da morte de Alf Kumalo, o editor-chefe do Times de Joanesburgo, Mondii Makhanya.

Ao longo de cinco décadas, Alf Kumalo registou muitos dos momentos que marcaram a luta contra o "apartheid" travada nos bairros negros do seu país, tendo algumas das suas fotos corrido mundo, sendo publicadas por jornais e revistas dos Estados Unidos, Europa e Ásia.