Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mohammad Rasoulof impedido de deixar o Irão não presidirá ao juri do DocLisboa

Lusa

  • 333

Lisboa, 04 out (Lusa) -- A organização do Festival DocLisboa anunciou que Mohammad Rasoulof foi impedido de deixar o Irão para viajar até Lisboa, onde iria participar no certame que começa no dia 24, como presidente do júri.

"Mohammad Rasoulof está impedido de deixar o Irão e não estará presente no Doclisboa'13", para o qual fora convidado para presidir ao júri da Competição Internacional da 11.ª edição do Festival, lê-se num comunicado da organização enviado à Lusa.

"O realizador iraniano regressou ao Irão há 10 dias e desde então tem o seu passaporte confiscado. As autoridades recusam-se a deixá-lo sair do país e não está autorizado a viajar até 'nova ordem', nem a participar em festivais para apresentar o seu filme mais recente 'Manuscripts don't Burn'", lê-se no mesmo comunicado.