Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Moçambique regista apreciação da União Europeia sobre progressos do país na segurança aérea

Lusa

  • 333

Maputo, 11 jul (Lusa) - O Instituto de Aviação Civil de Moçambique (IACM) afirmou hoje que se "sente incentivado" com a apreciação feita pela Comissão Europeia sobre os "progressos registados" pelo país na segurança aérea, embora "insuficientes" para retomar voos no espaço europeu.

Na segunda-feira, a Comissão Europeia destacou "progressos registados" no campo de segurança aérea em Moçambique - cuja companhia, Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), está proibida de voar no espaço europeu desde 2011 -, mas considerou ainda insuficientes.

Em nota hoje enviada à Lusa, o IACM, órgão governamental, refere que "esta indicação serve de incentivo para o redobrado esforço no trabalho que o Instituto de Aviação Civil de Moçambique desenvolve, visando melhorias contínuas nos aspetos relacionados com a segurança, qualidade e conforto dos utentes dos serviços de aviação em Moçambique".