Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Moçambique: Igreja Anglicana considera "chocante" tensão no país e pede contenção

Lusa

  • 333

Maputo, 22 out (Lusa) - O bispo da Igreja Anglicana de Moçambique exortou o Governo a "não avançar nos ataques à Renamo" e ao principal partido da oposição para " não retaliar", considerando "chocante" a incursão militar de segunda-feira à base do movimento.

Moçambique vive momentos de grande incerteza, após o líder da Renamo (Resistência Nacional Moçambicana), Afonso Dhlakama, e um grupo de ex-guerrilheiros seus terem fugido para parte incerta, na sequência de um assalto à base do movimento, em Sandjunjira, na província de Sofala.

A investida ao acampamento onde Dhlakama vivia há um ano é o corolário de uma série de confrontos entre as forças de defesa e segurança de Moçambique e os ex-guerrilheiros da Renamo, no atual contexto de tensão política que Moçambique atravessa.