Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Moçambique: Comunidade de Sant'Egidio espera que ainda "haja espaço para retomar diálogo"

Lusa

  • 333

Lisboa, 22 out (Lusa) - A representante da Comunidade de Sant'Egidio para Moçambique, Carla Turrini, afirmou hoje esperar que "ainda haja espaço para retomar o diálogo" entre a Frelimo e a Renamo, porque "ninguém quer a guerra" no país.

Em declarações à Lusa, a partir de Roma, Carla Turrini disse "estar muito preocupada com os acontecimentos destes últimos dias" em Moçambique, que atravessa a pior crise política e militar desde a assinatura do Acordo Geral de Paz, em 1992, entre a Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo, no poder) e a Resistência Nacional Moçambicana (Renamo, na oposição), que a comunidade de Sant'Egidio mediou.

"Apesar disso, penso, espero e confio que ainda haja um espaço para o diálogo, para que as partes se sentem e falem para encontrar uma solução para o bem do país", sublinhou.