Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

MNE considera "bem-vindo" plano russo para a Síria mas sem "demoras excessivas"

Lusa

  • 333

Madrid, 12 set (Lusa) -- O ministro dos Negócios Estrangeiros português, Rui Machete, considerou hoje "bem-vindo" o plano russo para o controlo internacional das armas químicas sírias, afirmando em Madrid que não pode haver "desculpas" ou "demoras excessivas" na sua aplicação.

"Esta iniciativa da Rússia - que apareceu e que já tinha alguns precedentes tímidos nas discussões europeias -, no sentido de privilegiar as negociações e de a Síria por à disposição da comunidade internacional o controlo e futura extinção das armas químicas, é obviamente bem-vinda", disse Rui Machete durante uma conferência de imprensa conjunta com o seu homólogo espanhol, José Manuel García-Margallo.

"Neste aspeto congratulamo-nos com isso mas agora é preciso que a coisa ande e que não haja desculpas para demoras excessivas. Esperemos que funcione", afirmou o chefe da diplomacia portuguesa, que visita hoje a capital espanhola.