Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Misericórdias: Governo deve reconhecer a demência como "problema muito grave em Portugal"

Lusa

  • 333

Porto, 21 set (Lusa) -- A União das Misericórdias Portuguesas (UMP) apelou hoje ao Governo para que reconheça que "a demência é um problema muito grave em Portugal" e que precisa de uma resposta específica.

"A demência é um problema muito grave em Portugal e que não é reconhecido, não existe uma rede ou unidades específicas para demências", afirmou, em declarações à Lusa, Manuel Caldas de Almeida, do Secretariado Nacional da UMP.

Segundo o responsável, que hoje participou no Congresso Internacional das Misericórdias Portuguesas, a decorrer até sábado no Porto e em Gaia, "entre 25 a 30 por cento das pessoas nos lares das misericórdias têm demência".