Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Misericórdia do Porto foi "obrigada" a pedir penhora a Bombeiros de Lourosa

Lusa

  • 333

Porto, 26 jul (Lusa) -- A Misericórdia do Porto, detentora do Hospital da Prelada, afirmou hoje que se "viu obrigada" a pedir a penhora de bens aos Bombeiros de Lourosa, mas acredita ser possível "encontrar uma solução" que satisfaça ambas as partes.

Os Bombeiros de Lourosa, em Santa Maria da Feira, foram alvo de uma execução fiscal para o pagamento de 360 mil euros relativos aos seis meses de tratamento de um bombeiro que sofreu ferimentos num incêndio, em 2010, e que acabou por morrer no Hospital da Prelada.

"Dos seis meses de internamento, a AHBL [Associação Humanitária dos Bombeiros de Lourosa] assumiu a dívida que, apesar de não ter sido saldada, foi reconhecida pela referida associação", explicou a Misericórdia, em comunicado.