Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ministro recusa discutir vulnerabilidades das Forças Armadas em público -

Lusa

  • 333

Leiria, 30 jun (Lusa) -- As "vulnerabilidades" das Forças Armadas não devem ser discutidas publicamente, disse hoje o ministro da Defesa Nacional após o Chefe de Estado-Maior da Força Aérea ter afirmado que os cortes estão a degradar a resposta daquele ramo militar.

Da "evolução dos orçamentos atribuídos desde 2010" resulta "uma degradação da resposta" da FA, sustentou o comandante José Pinheiro durante a cerimónia militar que assinalou o 61º. aniversário da Força Aérea Portuguesa, pedindo soluções urgentes ao ministro José Pedro Aguiar-Branco.

"Acredito que tal como referiu recentemente o Chefe de Estado-Maior do Exército e que sei que é a cultura de todos os chefes, que da boa estratégia militar, as vulnerabilidades das forças armadas e em geral da defesa nacional não devem ser ecoadas no palco da discussão pública", defendeu no discurso seguinte o ministro.