Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ministro francês diz que não haverá mais austeridade em 2013

Lusa

  • 333

Paris, 10 mar (Lusa) - O ministro francês do Orçamento, Jérôme Cahuzac, reconheceu hoje que os ajustes, seja na forma de novos impostos ou cortes na despesa, têm um efeito recessivo a curto prazo, pelo que não será aplicada mais austeridade este ano.

"Tendo em conta a debilidade da conjuntura atual, está afastada a hipótese de pedir novos esforços aos franceses em 2013", sublinhou Cahuzac, numa entrevista publicada hoje no "Le Journal du Dimanche".

O ministro constatou ainda que "a recuperação das contas públicas com impostos ou poupanças têm sempre consequências recessivas a curto prazo", sendo que "para o médio prazo, favorecerá o crescimento".