Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ministro do Interior italiano explica que disparos frente à sede do Governo foram "ato isolado"

Lusa

  • 333

Roma, 28 abr (Lusa) -- O ministro do Interior italiano, Angelino Alfano, disse hoje que, "após as primeiras averiguações", os disparos ocorridos frente à sede do governo em Roma e que fizeram três feridos foram um "ato isolado".

Em conferência de imprensa, após a primeira reunião do Conselho de Ministros do novo governo de coligação chefiado por Enrico Letta, o ministro do Interior adiantou que o autor dos disparos, um italiano de 49 anos, teve a intenção de suicidar-se, mas ficou sem balas na arma que empunhava.

Dois polícias e uma mulher ficaram feridos durante o incidente frente à sede do governo, no momento em que Enrico Letta tomava posse como chefe do Executivo no Palácio de Quirinal, sede da presidência da República situada a pouco mais de quinhentos metros do local onde o homem fez os disparos.