Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ministro da Economia "muito sensibilizado" para consequências do IVA na restauração - AHRESP

Lusa

  • 333

Lisboa, 09 out (Lusa) -- A associação de restauração e hotelaria disse hoje que o ministro da Economia se mostrou "muito sensibilizado" e disponível para "fazer tudo ao seu alcance" para contrariar o efeito no setor do aumento do IVA para a taxa máxima.

"O ministro da Economia mostrou-se muito sensibilizado. Debatemos as grandes implicações do aumento da taxa do IVA no nosso setor. Ficou demonstrado que é pelo aumento da taxa que estão a ser extintos quase 100 mil postos de trabalho e dezenas de milhares de empresas", disse à Lusa o secretário-geral da Associação de Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), José Manuel Esteves, na sequência de uma reunião com Álvaro Santos Pereira, hoje de manhã.

O encontro foi marcado para fazer chegar ao ministro os resultados de um estudo apresentado recentemente pela AHRESP e que entre outros dados, concluiu que o Estado arrisca perder quase 900 milhões de euros em receita fiscal se mantiver a taxa de IVA em 23% no setor.