Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ministro da Economia diz que Portugal está a fazer tudo ao seu alcance mas memorando original com 'troika' não ajuda

Lusa

  • 333

Bruxelas, 28 nov (Lusa) -- O ministro da Economia defendeu hoje, que Portugal está a "fazer tudo o que está ao seu alcance" para ultrapassar a crise, mas tem dificuldades em atrair investimento, por isso ter sido ignorado no memorando original com a 'troika'.

"É importante reiterar o facto de que Portugal está, no âmbito do seu programa de ajustamento, a fazer tudo o que está ao seu alcance para ultrapassar a situação atual (...) No entanto, é mais que evidente que o memorando de entendimento como originalmente foi concebido não tem uma componente que é essencial para nos voltarmos a crescer, e essa componente é estímulos ao investimento, os apoios ao investimento", afirmou Álvaro Santos Pereira.

Álvaro Santos Pereira, que falava à margem de uma conferência sobre a rede transeuropeia de transportes organizada pela Comissão Europeia, sustentou que Portugal está não só a "implementar uma estratégia de consolidação orçamental e de diminuição da trajetória da dívida que, obviamente, exige bastantes sacrifícios aos portugueses", como também a "implementar toda uma série de reformas estruturais que são essenciais" para o país regressar ao crescimento, mas faltam apoios ao investimento.