Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ministra da Justiça nega recurso a Paulo Pereira Cristovão de pena aplicada pela PJ

Lusa

  • 333

Lisboa, 02 out (Lusa) - A ministra da Justiça negou o recurso de Paulo Pereira Cristovão, inspetor da Polícia Judiciária até 2007, a quem foi aplicada pena disciplinar por violação de deveres, após envolvimento nas agressões à mãe de Joana, criança desaparecida em 2004, no Algarve.

Aviso publicado hoje em Diário da República, refere que "foi rejeitado o recurso hierárquico da decisão do diretor nacional adjunto da PJ", a 03 de julho de 2009, que aplicou a Paulo Pereira Cristovão "a pena disciplinar de 120 dias de suspensão".

O despacho, assinado por Paula Teixeira da Cruz, está datado de 03 de agosto deste ano e constatou-se "a impossibilidade, confirmada, de proceder à notificação pessoal, por ausência em parte incerta" de Paulo Pereira Cristovão.