Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ministério da Saúde abate 430 milhões na dívida às empresas de dispositivos médicos

Lusa

  • 333

Lisboa, 07 nov (Lusa) -- O Ministério da Saúde liquidou 430 milhões de euros da dívida que tinha com as empresas de dispositivos médicos, mas o valor em débito ainda ascende aos 718 milhões de euros, revelou hoje a associação representativa do setor.

A Associação Portuguesa das Empresas de Dispositivos Médicos (APORMED) afirma que o montante contabilizado até final de 2011 da dívida do Serviço Nacional de Saúde (SNS) a empresas de dispositivos médicos registava (no final do processo de pagamento da verba concedida para o efeito no Orçamento Retificativo de abril) uma redução de 53 por cento, correspondente a 430 milhões de euros.

O secretário-geral da APORMED manifestou-se expectante com a possibilidade de a parcela ainda não liquidada, e que corresponde a cerca de 370 milhões de euros, vir a ser reduzida até dezembro, por via da verba consignada ao pagamento de dívidas dos hospitais no segundo Orçamento Retificativo, apresentado em 15 de outubro.