Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Militares da GNR detidos exigiriam favorecimentos como contrapartida por não aplicarem multas

Lusa

  • 333

Porto, 06 nov (Lusa) -- Os militares da GNR hoje detidos por suspeita de abuso de poder, peculato e corrupção exigiriam bens alimentares, empréstimo de dinheiro e outros favorecimentos em troca da não aplicação de multas, disse à Lusa fonte da Polícia Judiciária (PJ).

Quatro militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) do Posto Territorial de Vila do Conde foram hoje detidos por suspeita de "crime de abuso de poder, peculato e corrupção", informaram fontes da PJ e da GNR, que trabalharam em estreita cooperação.

As vítimas, disse à Lusa a mesma fonte, seriam sobretudo comerciantes.