Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Milhares detidos em Moçambique sem terem sido considerados culpados - Amnistia

Lusa

  • 333

Lisboa, 22 nov (Lusa) - Milhares de pessoas estão detidas nas prisões de Moçambique, "apesar de não terem sido considerados culpados de qualquer crime", refere a Amnistia Internacional (AI), num relatório hoje divulgado.

De acordo com o documento da AI, a que a agência Lusa teve acesso, intitulado "Aprisionando os meus direitos: Prisão e detenção arbitrária e tratamento dos reclusos em Moçambique", "na maioria dos casos", as pessoas ficam detidas "durante anos, por razões falsas e sem acesso a um advogado".

Em causa estão, sobretudo, "grupos sociais pobres [que] se encontram particularmente em risco de serem detidos durante meses, por vezes anos, em celas sujas e sobrelotadas, sem terem cometido qualquer crime".