Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Metro do Porto: Autarca de Matosinhos pede a demissão do ministro da Economia

Lusa

  • 333

Porto, 30 jun (Lusa) -- O presidente da Câmara de Matosinhos, Guilherme Pinto, considerou hoje vergonhoso o episódio relativo à eleição da administração da Metro do Porto, pedindo a demissão do ministro da Economia "porque o país não pode mais com a sua incompetência".

A "vergonha que se passou ontem no Metro do Porto tem alguma coisa a ver com a crise que temos ou tem a ver com a incapacidade deste Governo de decidir o que quer que seja porque anda a hesitar entre o cartão azul e o cartão laranja ou entre o homem do Porto e o homem de Gaia, dando um espetáculo ao país deplorável de alguém que não é capaz de decidir coisa nenhuma", disse Guilherme Pinto durante o discurso do XV congresso distrital do PS/Porto, que hoje decorre durante todo o dia no Rivoli, no Porto.

Guilherme Pinto - que nas últimas eleições para a distrital do PS/Porto, perdeu a corrida para o presidente da Câmara de Baião, José Luís Carneiro -- foi perentório: "tenham vergonha. Senhor ministro da Economia demita-se porque o país não pode mais com a sua incompetência. Demita-se senhor ministro".