Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Metade dos portugueses pertencentes a minorias sexuais sente-se discriminada

Lusa

  • 333

Redação, 17 mai (Lusa) -- Metade da comunidade gay, lésbica, bissexual e transexual (LGBT) portuguesa continua a sentir-se discriminada pela sua orientação sexual, revela um estudo da União Europeia feito em 28 países.

Segundo o estudo da Agência da União Europeia para os Direitos Fundamentais (FRA), divulgado por ocasião do Dia Internacional Contra a Homofobia, cerca de dois terços dos europeus LGBT permanecem com medo de revelar a sua orientação sexual em público e a maior parte continua a sentir-se discriminada.

Em Portugal, 51% da comunidade portuguesa LGBT afirmou ter-se sentido "discriminada" ou ter sido "assediada" nos últimos 12 meses devido à sua orientação sexual, um valor próximo da média europeia (47%).